Perfil

Enviar a página por e-mail
Inadequações de moradia

Fonte: PNAD Contínua. Percentual de habitantes que vivem em residências com pelo menos um dos seguintes componentes: ônus excessivo de aluguel (proporção do preço do aluguel em relação à renda efetiva domiciliar maior ou igual a 30%); paredes externas construídas com materiais não duráveis; adensamento excessivo (proporção de moradores por dormitório maior do que três); e ausência de banheiro ou sanitário de uso exclusivo do domicílio. * Brasil sem os estados da região da Amazônia Legal. Centro-Oeste sem MT. Nordeste sem MA.

O percentual de pessoas vivendo em moradias inadequadas na região da Amazônia Legal foi de 22,9%, em 2019, muito superior ao das demais regiões do país. Entre 2016 e 2019, houve crescimento do indicador. O número de pessoas vivendo em condições inadequadas de moradias na região passou de 5,8 milhões, em 2016, para 6,6 milhões, em 2019, uma variação de 2 p.p. no período.

Territorialização do indicador

O percentual de pessoas vivendo em moradias inadequadas chega a 30% nos estados do Amazonas, Acre e Roraima. Rondônia tem o menor percentual da região em 2019 (9,8%). Ainda assim, mesmo os melhores estados da região nesse quesito possuem índices próximos ou maiores que o resto do país.

Fonte: PNAD Contínua. Obs: Percentual de habitantes que vivem em residências com pelo menos um dos seguintes componentes: ônus excessivo de aluguel (proporção do preço do aluguel em relação à renda efetiva domiciliar maior ou igual do que 30%); paredes externas construídas com materiais não duráveis; adensamento excessivo (proporção de moradores por dormitório maior do que três); e ausência de banheiro ou sanitário de uso exclusivo do domicílio.

EstadoDomicílios com condições inadequadasParticipação no total da regiãoPercentual de moradias inadequadas
Pará2.188.369 33,4%25,6%
Maranhão1.757.132 26,8%25,0%
Amazonas1.231.567 18,8%30,9%
Mato Grosso 416.789 6,4%12,1%
Acre 262.052 4,0%30,3%
Amapá 183.006 2,8%21,8%
Tocantins 178.500 2,7%11,4%
Rondônia 172.848 2,6%9,8%
Roraima 162.058 2,5%30,0%
Amazônia Legal6.552.321100,0%22,9%
Destaques positivos
Melhor indicador do último ano
RO
UF
9,8%
Valor
2019
Ano
Melhor variação no ranking
AP
UF
  4
Posição
2016-2019
Período
Melhor variação no indicador
RO
UF
-3,0 p.p.
Variação
2016-2019
Período
Projeções

Fonte: PNAD Contínua. Percentual de habitantes que vivem em residências com pelo menos um dos seguintes componentes: ônus excessivo de aluguel (proporção do preço do aluguel em relação à renda efetiva domiciliar maior ou igual a 30%); paredes externas construídas com materiais não duráveis; adensamento excessivo (proporção de moradores por dormitório maior do que três); e ausência de banheiro ou sanitário de uso exclusivo do domicílio. * A tendência foi obtida a partir de projeções logísticas com base na série histórica disponível no gráfico. Já a melhor variação, considera a velocidade do estado que mais avançou no indicador. Para o cálculo do indicador da Amazônia Legal, foram considerados os 9 estados da região. A região Sul apresentou a Melhor variação (-0.07).

Servers Status

Server Load 1

Server Load 2

Server Load 3

Live Statistics
43
Packages
65
Dropped
18
Invalid

File Transfers

  • TPSReport.docx
  • Latest_photos.zip
  • Annual Revenue.pdf
  • Analytics_GrowthReport.xls

Tasks in Progress

  • Wash the car
    Rejected
    Written by Bob
  • Task with hover dropdown menu
    By Johnny
    NEW
  • Badge on the right task
    This task has show on hover actions!
    Latest Task
  • Go grocery shopping
    A short description ...
  • Development Task
    Finish React ToDo List App
    69

Urgent Notifications

All Hands Meeting

Yet another one, at 15:00 PM

Build the production release
NEW

Something not important
+

This dot has an info state

Criar conta

Bem-vindo(a) à Plataforma Amazônia Legal em Dados. Por favor, preencha seus dados de acesso.


Login
Recuperar senha

Preencha com os seus dados de acesso.


Alterar senha
Entrar

Solicitar o envio de um código de segurança por email.


Enviar código de segurança
Entrar